Quais são as métricas que eu devo levar em conta ao gerenciar minha fazenda de gado de corte?

Tempo de leitura: 7 minutos

Fonte: acervo pessoal

Números… algumas pessoas amam, outras odeiam.

Mas e nós pecuaristas?

A nossa fazenda deve ser tratada como um empreendimento, e se você tem um empreendimento, PRECISA ser íntimo dos números.

Nesse contexto, as métricas têm um papel fundamental dentro da pecuária e você vai entender o porquê.

Vamos a um exemplo bem simples, pode até parecer tolo, mas exemplifica muito bem a importância dos números:

“Suponhamos que você tenha uma loja que vende camisetas. Pense comigo: por que é importante saber informações como: quantas vendas foram feitas por mês, qual o valor médio que os seus clientes gastam, qual o número de roupas devolvidas ou de roupas que não são vendidas?

Sem essas informações, fica impossível saber coisas simples mas fundamentais como, quanto você fatura, que produtos deve comprar ou parar de vender, entre outras.

Sim, caro amigo pecuarista, os dados são fundamentais para você compreender como a sua propriedade funciona e para, principalmente, tomar decisões certas. Sem achismos. Sem tentativas que certamente vão resultar em erros.

Afinal, o que são métricas?

Métricas são índices de desempenho, que ajudam mensurar, monitorar e analisar os resultados de um determinado negócio.

Pensando em uma resposta objetiva, didática e simples de aplicar, trouxemos alguns indicadores que mostram de forma ampla e conclusiva o desempenho da sua propriedade.

 

TAXA DE LOTAÇÃO

A taxa de lotação é definida pelo número de animais – ou unidades animais (1 UA = 450 kg PV) -, dividido pela a área pastejada.

Fonte: Adobe Stock

 

Exemplo: se tivermos uma área de 100 hectares com 600 cabeças, qual será a taxa de lotação?

Para calcular a taxa de lotação em UA/ha, que é uma das formas mais comuns, é necessário o peso dos animais, vamos a um exemplo:

Exemplo: se tivermos uma área de 100 hectares com 600 cabeças com peso médio de 300kg qual será a taxa de lotação?

1º Passo: Converter o peso dos animais em Kg para UA (unidade animal).

Concluímos então, que temos um total de 400 UA.

2º Passo: Calcular a taxa de lotação em UA/ha.

Portanto, nesse exemplo, temos uma taxa de lotação de 4 UA/ha.

Vale a pena lembrar que nem sempre uma alta taxa lotação, significa algo positivo!!!

É muito importante se atentar à capacidade de suporte da pastagem, pois não adianta eu colocar uma elevada taxa de lotação, se não tenho alimento (pasto) disponível suficiente para o meu rebanho, pois isso influenciará no desempenho do rebanho.

Nesse sentido, a capacidade de suporte da pastagem pode variar ao longo do ano, devido mudanças climática (chuva, temperatura, horas de luz), tipo de solo, cultivar utilizada na pastagem e nível de adubação.

 

GANHO MÉDIO DIÁRIO

Esse indicador é de grande importância em fazendas de seleção, recria e engorda, pois nos diz o quanto de peso em Kg que o animal ganha por dia.

Fonte: Adobe Stock

 

Ter essa informação, nos traz a possibilidade de saber quais animais estão ganhando menos peso e consequentemente ter melhores tomadas de decisões referentes a esses animais.

Vamos a um exemplo de como calcular o Ganho Médio Diário (GMD):

EXEMPLO: uma novilha chegou na minha fazenda com 160 kg e após 80 dias ao ser feita a pesagem ela estava com 230 kg. Qual o Ganho Médio Diário desse animal?

Ou seja, nesse exemplo, minha novilha está ganhando em média 0,875 kg por dia.

 

TAXA DE DESMAME

Nada mais do que o indicador mais importante da fase de cria.

Representa o total de animais desmamados em relação às vacas expostas em reprodução dentro de um determinado período.

A taxa de desmame é um ótimo indicador de desempenho reprodutivo, pois contempla os índices de fertilidade, perda pré-parto e a mortalidade de bezerros.

Para uma taxa de desmame ser considerada entre média e boa, deve estar acima de 75%.

A fórmula para o cálculo da taxa de desmame é a seguinte:

 

TAXA DE DESFRUTE

Esse indicador representa a produção (em arrobas ou cabeças) em um determinado espaço de tempo em relação ao rebanho inicial.

Quanto maior a taxa de desfrute, maior a produção interna do rebanho.

É uma medida que reflete o aproveitamento do rebanho, onde vários fatores podem influenciar, tais como: raça, sistema de criação, natalidade, idade ao primeiro parto, lotação, peso ao abate, ou seja, todos os índices da propriedade refletem-se na taxa de desfrute.

Para calcular sua taxa de desfrute, você basicamente vai subtrair do valor que você tem no final de um determinado período, o valor que você tinha no início desse período e o valor comprado durante esse período, e somar o valor que você vendeu no final do período estabelecido, por fim, você vai dividir esse resultado pelo valor que você tinha no início do período estabelecido e multiplicar por 100 para ter a porcentagem da taxa de desfrute.

Parece confuso, mas é algo bem simples!

Para demonstrar a fórmula para o cálculo, vamos trazer como exemplo o período entre junho de 2018 e julho de 2019, veja abaixo:

Em sistemas de recria/engorda o desfrute deve superar 50% e no ciclo completo 40%.

 

PRODUÇÃO DE ARROBA POR HECTARE POR ANO

Mede a produção em kg de carcaça convertido em @ (15 kg de peso morto) por hectare de pasto. Tem íntima relação com o faturamento da empresa. É o indicador produtivo que mais merece atenção por sofrer influência da lotação do ganho diário, das taxas reprodutivas e mortalidade.

Para demonstrar a fórmula para o cálculo da produção de @/ha/ano, vamos novamente trazer como exemplo o período entre junho de 2018 e julho de 2019, veja abaixo:

A média brasileira não chega a 3@. Acreditamos que o alvo das empresas agropecuárias deva superar 10@/ha/ano.

 

DESEMBOLSO POR CABEÇA POR MÊS

Produzir muito, gastando ainda mais não pode ser a combinação. Diante disto o monitoramento sistemático dos valores de desembolso por cabeça por mês deve ser efetuado. Este valor mede o total de dinheiro gasto na fazenda em relação ao rebanho médio. Sempre avaliado mês a mês com acúmulos trimestrais e anual. Lembramos que os valores de investimento na compra de gado não devem compor a soma das despesas, apenas os custeios somados aos investimentos produtivos.

A fórmula para o cálculo do valor de desembolso por cabeça por mês é a seguinte:

O desembolso/cabeça/mês deve ser inferior a R$ 40,00/cabeça/mês. Destes R$ 40,00 a maior parte deve ser investimentos e manutenção de pastagem, seguidos pelos insumos do rebanho e mão de obra. Não podemos deixar de destacar que quanto menor os índices do rebanho, menor poderá ser o desembolso.

 

LUCRO POR HECTARE POR ANO

É o mais importante de todos, afinal é o que sempre perseguimos.

Podemos continuar falando de diversas outras métricas, mas o que realmente vai nos dizer se a nossa fazenda está indo bem e trazendo um retorno financeiro é esse indicador: LUCRO/HA/ANO.

Indicador de extrema importância, e a grande maioria dos produtores não sabem disso.

Então como se calcula meu lucro/ha/ano?

Por incrível que pareça é muito simples, vamos lá:

  1. Quanto você faturou no ano
  2. Quanto você gastou no ano
  3. Qual foi a variação do seu rebanho em R$ durante o ano

Soma tudo, e divide pela área útil da fazenda.

PRONTO, TEMOS NOSSO LUCRO/HA/ANO!

 

Conclusão

Algumas métricas são de extrema importância para nos ajudar a entender a que passo está indo nossa fazenda.

Para ter os resultados dessa métricas é fundamental que tenha uma escrituração zootécnica da fazenda, que nada mais é do que um conjunto de práticas relacionadas às anotações da propriedade rural, bem como: localização, clima, área de pastagens (nativas ou cultivadas), práticas de manejo geral, como nutricional, sanitário e reprodutivo, além de envolver a produção e comercialização dos diferentes produtos e anotações contábeis; desta maneira, possibilitando termos um controle mais efetivo do que acontece dentro da nossa fazenda.

Que tal começarmos a mudar a cara da pecuária, mudando o jeito de medir os nossos resultados?

1 comentário


  1. MUITO IMPORTANTE ESSES ARTIGOS TÉCNICOS, POIS FAZ TODA DIFERENCIA DENTRO DE UMA FAZENDA .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *