Como medir o sucesso da estação de monta?

Tempo de leitura: 7 minutos

Sabemos que o sucesso na estação de monta é algo que todos os pecuaristas desejam obter, e também temos conhecimento que o sucesso na estação de monta é algo que refletirá positivamente nos lucros. Se tivermos um resultado ruim, isto irá implicar em maior tempo de estação de monta, maior número de fêmeas vazias, algo totalmente indesejado e que poderá impactar fortemente a nossa produção.

Visto isto e tendo o conhecimento que quanto menor uma estação de monta para termos uma concentração de partos em um período determinado é o mais adequado, e que o sucesso da estação de monta refletirá diretamente nos lucros, você tem conhecimento de quais métricas podem ser utilizadas para conseguirmos quantificar o sucesso da estação e assim poder traçar melhor futuras metas? Neste artigo, abordamos sobre os índices que podem ser utilizados para nos ajudar a quantificar esse sucesso na estação de monta.

Indicadores para medir o sucesso na estação de monta

Ter em mãos informações é importante para sabermos onde estamos posicionados, termos um alvo para trabalharmos como meta visando índices melhores, e consequentemente, lucros maiores para a propriedade de gado de corte. E para isso, devemos ter os registros dos animais e ter conhecimento de como utilizar essas métricas. Afinal, somente é possível saber quais são os melhores animais para trabalharmos uma possível seleção genética, ou quais são os piores para realizarmos o descarte, se tivermos o registro dos seguintes dados zootécnicos:

  • Taxa de detecção de cio;
  • Taxa de serviço;
  • Número de serviços por concepção;
  • Taxa de concepção;
  • Taxa de prenhez;
  • Número de dias em aberto;
  • Intervalo entre partos;
  • Taxa de natalidade;
  • Taxa de mortalidade intrauterina.

Para ficar melhor o entendimento, é importante esclarecer alguns conceitos como o Período de Espera Voluntária (PEV), que é o período em que se inicia no dia do parto e vai até quando a vaca é liberada para entrar no manejo reprodutivo novamente. Normalmente vai de 45 a 60 dias. Outro conceito relevante é o de vacas aptas, que são todas as vacas vazias ou inseminadas não confirmadas que estão fora do Período de Espera Voluntário (PEV).

Taxa de detecção de cio

Como medir o sucesso da estação de monta?Este é o percentual de vacas que conseguimos detectar em cio sobre o total de vacas aptas. Bons índices são valores maiores que 80%, mas sendo adequados índices entre 60% a 80%. E indicando um problema severo, índices menores que 50%. Nesses casos, exige-se entender o porquê de resultados tão baixos, assim como buscar corrigir os erros que estão puxando esse índice para baixo, visto que só temos conhecimento de quais e quantas vacas irão ter algum manejo reprodutivo se conseguirmos identificar esses animais em cio.

Taxa de detecção = (Nº. de vacas detectadas ÷ Nº. de vacas aptas) × 100

Taxa de serviço

Este é o percentual de vacas aptas que foram realizados manejos reprodutivos (inseminação, cobertura, ou implantadas com embrião).

Taxa de serviço = (Nº. de vacas inseminadas ÷ Nº. de vacas aptas) × 100

Número de serviços por concepção

Aqui, se mede pela divisão do número de acasalamentos pelo número de vacas que ficaram gestantes. Este indicador nos ajuda a enxergar problemas na fertilidade do rebanho (nas vacas, ou nos touros).

Serviços de concepção = Nº. de acasalamentos ÷ Nº. de vacas gestantes

Quando menor que 1,75, indica uma boa fertilidade no rebanho. Índice 2, seria uma fertilidade aceitável ao rebanho. Valores maiores que 2,01, já começam a nos apontar problemas reprodutivos. E valores ainda maiores que 2,30, nos indicam sérios problemas reprodutivos em nosso rebanho.

Este indicador nos mostra melhor quantos acasalamentos precisam ocorrer para uma vaca ficar gestante.

Taxa de concepção

Neste caso, devemos avaliar o número de vacas gestantes sobre o total de serviços gastos em um determinado período ou ciclo: índice de fertilidade dos touros, de fertilidade das vacas, ou da qualidade da técnica de inseminação e do sêmen utilizado.

Taxa de concepção = (Nº. de vacas gestantes ÷ Nº. de serviços gastos) × 100

O ideal são índices maiores que 50%, principalmente no 1º serviço. E podem indicar sérios problemas, se menores que 30%.

Este indicador nos mostra qual a porcentagem dos serviços gastos que normalmente é eficiente na propriedade, que conseguem tornar as vacas gestantes. Índice de 55%, indica que 55% dos serviços gastos de fato conseguem tornar as vacas gestantes.

Taxa de prenhez para o sucesso na estação de monta

Melhor índice de prenhez impacta postivamente no sucesso da estação de montaA taxa de prenhez indica a quantidade de vacas que ficam gestantes por ciclo na propriedade. Por exemplo, se obtivermos uma taxa de 30% em nossa propriedade, nos informa que a cada ciclo reprodutivo normalmente conseguimos emprenhar 30% de nossas vacas aptas. Resultados menores que 15%, merecem atenção nas variáveis que estão envolvidas para se obter o resultado desta taxa.

Taxa de prenhez = % Taxa de detecção de cio × % taxa de concepção

Número de dias em aberto

Quantidade de dias que vai do parto até a data de concepção. Pode ser uma variável considerável na hora de se realizar descartes. Vacas com muitos dias em aberto podem indicar problemas reprodutivos, e a média do rebanho com valor muito alto pode indicar problemas no manejo reprodutivo. Sendo considerado como bom um intervalo, valores de 85 a 120 dias.

Intervalo entre partos

É o intervalo de dias entre dois partos consecutivos. É possível enxergar melhor a eficiência reprodutiva de um animal em específico ou do rebanho, sendo um bom resultado do manejo reprodutivo um intervalo entre 12 e 14 meses, produzindo assim o maior número de bezerros possíveis.

Intervalo entre partos = Período de serviço + Gestação

Período de Serviço: Intervalo de dias que vai do parto até o dia que a vaca se torna gestante novamente.

Taxa de natalidade também é importante para o sucesso na estação de monta

Taxa de natalidade e o sucesso na estação de montaPorcentagem das vacas que normalmente conseguem parir filhos vivos ao fim da gestação. Índice que é dado pela divisão do número de bezerros nascidos pela quantidade de vacas que estavam gestantes.

Taxa de natalidade = (Nº. de bezerros nascidos ÷ Nº. de vacas que estavam gestantes) × 100

Indica a porcentagem de vacas gestantes que normalmente conseguem dar à luz a filhos vivos. Uma boa taxa se situa a valores próximos ou maiores que 85%.

Taxa de mortalidade intrauterina

Porcentagem de perda de bezerros que foram abortados, reabsorvidos ou natimortos. Índice que nos mostra qual a porcentagem de vacas que normalmente perdem seus filhos durante a gestação.

Tx. Morte = [(Nº. de fêmeas prenhas – Nº. de vacas que pariram) ÷ Nº. fêmeas prenhas] × 100

É um índice que pode nos ajudar a enxergar problemas sanitários em nossa propriedade, principalmente no manejo reprodutivo de nossas matrizes.

É importante medir o sucesso na estação de monta de forma assertiva

Essas são algumas das maneiras que podemos quantificar o nosso sucesso dentro da estação de monta, e com isso buscar resultados melhores, definir metas melhores e poder sempre selecionar os melhores animais e descartar os piores, para assim conseguirmos melhorar cada vez mais a nossa eficiência reprodutiva e a genética do rebanho.

Para sabermos onde realmente nos situamos, se realmente estamos obtendo sucesso em nossos manejos, e com isso poder melhor traçar metas de forma mais eficiente, é preciso ter registros de nossos animais. Daí a importância dessas métricas aqui citadas e também de realizar corretamente os registros zootécnicos de nossos animais, para conhecermos de fato como é o rebanho.

E todo esse acompanhamento de dados torna-se muito mais fácil com o uso de uma plataforma digital de gestão para fazendas de gado de corte. O que possibilita planejamento e boa estratégia baseados em informações reais sobre a propriedade.

Conheça a tecnologia JetBov, uma plataforma digital de gestão para pecuária de corte que vai auxiliar no gerenciamento da fazenda. Fale agora mesmo com um de nossos especialistas e solicite uma demonstração personalizada para a sua propriedade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.