Creep feeding: uma boa opção para melhores índices zootécnicos na fase de cria?

Tempo de leitura: 6 minutos

Você já ouviu falar sobre creep feeding?

Esse sistema é uma opção para você pecuarista suplementar seus bezerros sem apartá-los da mãe. A técnica é utilizada para o desmame de bezerros mais pesados e encurtar a fase de aleitamento de seus animais.

O objetivo da técnica é fazer com que o bezerro inicie o consumo de alimentos sólidos e concentrados de uma forma mais uniforme, garantindo assim um desenvolvimento ruminal adequado ao animal.

Além desses benefícios, já foi identificado uma melhora na eficiência reprodutiva da matriz, o que pode melhorar muito a sua taxa de concepção do seu rebanho e melhorar a produtividade de sua fazenda.

Para utilizar essa técnica, o pecuarista precisa ter em sua fazenda uma área cercada – de madeira ou arame – com uma pequena passagem para a entrada. Devido ao tamanho dessa passagem, a matriz não tem acesso ao cocho, sendo ele então utilizado exclusivamente pelos bezerros. Se você tem bezerros de diferentes idades em sua fazenda de gado de corte, a dica é fazer mais de uma área para o creep feeding, construindo cercas de tamanhos diferentes, ideais para a idade dos animais.

Com o que alimentar os bezerros no creep feeding

O fornecimento no cocho é realizado com alimentos concentrados, os quais devem ser devidamente balanceados por um nutricionista, e geralmente tem vitaminas e minerais em sua composição.

                                                         

Fonte: Agrocave

Quais são as vantagens que o creep feeding traz para meus bezerros?

  • Um maior crescimento do animal durante o aleitamento, desmamando animais mais pesados e precoces;
  • A eficiência alimentar dos animais é melhorada;
  • Desenvolvimento mais precoce do sistema digestório dos animais, permitindo assim, um estresse menor na desmama;
  • Como o bezerro mama menos, o escore de condição corporal da matriz fica mais adequado, e com isso, aumenta a eficiência reprodutiva das matrizes;
  • Não é necessária uma grande mão-de-obra para ser executada;
  • Os bezerros criados em creep feeding tem uma melhor adaptação em sistemas de confinamento;
  • Padronização do lote;

Por que adotar creep feeding em sua fazenda de gado de corte?

A tabela abaixo mostra a necessidade total de Mcal ED/dia que um bezerro necessita em relação a sua idade em meses x o suprimento fornecido pelo leite materno.

Através da tabela, podemos ver que a quantidade de energia fornecida pelo leite materno ao bezerro é suprida apenas em seu primeiro mês de vida. Sendo assim, seus animais necessitam de outra fonte de alimento para que atinjam o máximo em ganho de peso até serem desmamados.

Além disso, os animais ruminantes nascem com o rúmen afuncional, ou seja, ele necessita povoar o órgão com microrganismos a fim de garantir um desenvolvimento mais acelerado do sistema digestório.

Para que esse povoamento aconteça da forma mais rápido possível, você deve fornecer a seus bezerros, alimentos sólidos de boa qualidade, principalmente forrageira. Combinados o pasto de boa qualidade e a suplementação com ração, o desenvolvimento do sistema digestório de seu animal será maximizado.

Com um bom ambiente ruminal, seus bezerros irão aproveitar melhor os alimentos fornecidos a ele, transformando em carne, que é o produto alvo no gado de corte.

Você pecuarista de ciclo completo ou produtor na fase de cria, sabe da importância de quilos de bezerros desmamados/vaca/ano, por isso o Creep Feeding pode ser uma ferramenta importante para você maximizar seus lucros. Visto que com a estratégia bem realizada, seus animais ficam menos tempo na propriedade, aumentando a rotatividade da fazenda, diluindo os custos fixos e aumentando a lucratividade do sistema.

Posso adotar o creep feeding em minha fazenda?

A resposta é: depende! Para que o creep feeding possa ser utilizado em sua fazenda de gado de corte, deve ser levado em consideração o seu nível tecnológico, sua escala de produção, e a finalidade do produto que você quer chegar. Isso porque se não for avaliado da forma correta, a técnica pode ser inviável.

Outros fatores que são importantes para a adoção da técnica por você produtor, é a qualidade genética de seu rebanho, a oferta de pastagem em qualidade e quantidade e o preço dos insumos na região em que sua fazenda se encontra. Ainda, você deve dispor das instalações necessárias, que são o cocho e a cerca para isolamento das matrizes.

Caso você seja um pecuarista de ciclo completo, deve analisar onde será feita a recria destes animais, pois os animais submetidos ao creep feeding podem não responder tão bem caso sejam recriados em sistemas extensivos de pastejo.

Porém, se você for um produtor, onde sua fazenda possui um nível tecnológico considerado médio/alto, pode ser uma boa estratégia para aumentar a precocidade e ganho de peso dos animais em aleitamento.

Fonte: PortalDBO

Que cuidados devo tomar antes de adotar o sistema?

Por ser um sistema ainda não muito adotado no Brasil, o creep feeding pode ser realizado da maneira errada, então é sempre importante você pecuarista buscar ajuda de um profissional capacitado para lhe auxiliar na implantação do sistema.

Fonte: connan.com.br (“Creep Feeding para Bovinos de Corte”)

Outro cuidado a ser tomado é com a pastagem e com o controle de condição corporal das matrizes. Isso porque o principal alimento dos bezerros são o capim e o leite materno. A ração é apenas uma suplementação, com o objetivo de melhorar ainda mais o desempenho dos animais.

E para que a suplementação seja bem feita, é necessário considerar a estação do ano, clima da região, idade e finalidade dos animais. Geralmente, o consumo de alimentos concentrados para os bezerros pode variar entre 0,5% a 1% do peso vivo (PV) do animal.

Do mesmo modo, a ração deve estar balanceada de acordo com as necessidades dos animais, pois existem vários distúrbios metabólicos que um alimento concentrado fornecido da forma errada causa nos animais, dentre eles o mais comum é a acidose.

Conclusão

Podemos dizer com firmeza que o sistema creep feeding é uma técnica que realizada da forma correta pode trazer ganhos consideráveis a sua propriedade.

Sempre tomando os devidos cuidados com as instalações, boa nutrição das matrizes e bezerros, controle do escore de condição corporal dos animais. Também é fundamental o bom manejo da pastagem e o balanceamento ideal da ração para os bezerros, para que os animais possam expressar seu potencial genético e não ocorrer distúrbios metabólicos decorrentes da alimentação.

E caso você se encaixe no perfil de pecuarista que seja viável a adoção da técnica, deve-se atentar as precauções para o bom funcionamento do sistema. Assim você poderá garantir um melhor desempenho de seus animais e matrizes, e consequentemente, melhorar sua rentabilidade com a produção de bezerros.

E então pecuarista, você aceita esse desafio?

Referências: EducaPoint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *